Arquivo para Tag: Produtividade

Você que trabalha com planejamento de demanda sabe que seus resultados vêm da incansável e obstinada leitura e interpretação de inúmeros gráficos, tabelas e números na hora de gerar insights.

Mas o que você e suas equipes fazem quando querem saber se os seus processos estão com algum tipo de problema? 

Mais ainda: qual é a melhor forma de encontrar a origem de desvios na eficiência do planejamento?

A grande verdade é que, sem os indicadores de planejamento de demanda certos, o mais provável é que você continue apagando incêndios ou lidando com operações que acabam saindo mais caras do que deveriam.

Em situações como essas, é comum até se sentir inseguro com a sua colaboração quando a acurácia das suas previsões diminuem. 

Inclusive, você pode até já estar no caminho certo e ter interesse em buscar novas formas de planejar a demanda com base em dados. Mas, mesmo assim, ainda parece que falta alguma coisa, e que é possível melhorar o uso das informações à disposição?

Bem, se você percebe que entende bem como os gráficos funcionam, mas não sabe direito como lidar com os dados individuais, continue com a leitura e vamos mostrar como usar a tecnologia a seu favor!

O que são os indicadores de planejamento de demanda?

Os indicadores de planejamento de demanda são métricas que servem para analisar, de forma direta ou indireta, se o seu processo demand planning é feito corretamente. 

Planejamentos realizados sem KPIs (indicadores chave de desempenho) de qualidade não têm como ajudar a melhorar seus processos nem impulsionar os ajustes necessários para operações mais eficientes. 

Aqui, vale a pena comentar que planejamento de demanda e previsão de demanda são coisas diferentes. A previsão tenta ‘adivinhar’ as quantidades que o mercado vai adquirir, enquanto o planejamento permite que você se prepare para o volume estimado.

Quais são os principais indicadores de planejamento de demanda?

Medir é fundamental, mas saber o que medir é mais importante ainda. Entre os indicadores de planejamento de demanda mais relevantes para a sua organização, considere os seguintes:

#01 Disponibilidade

#02 Shelf (OSA)

O KPI OSA é a sigla, “disponibilidade na prateleira”, em uma tradução livre do inglês. 

Por que ele é importante? Imagine que, após todos os esforços da concepção de um produto, desenvolvimento, fabricação, distribuição e marketing, os clientes vão às lojas e diretamente não encontram o que você oferece. 

Em um caso assim, acontece a ‘ruptura’, e seja você do varejo ou da indústria, vai sofrer com a perda de faturamento. E se um produto não está disponível, é preciso saber os porquês dessa falta.

É aí que o OSA compreende seus próprios indicadores, entre alguns dos quais são:

Previsão: permite que as quantidades corretas de um item sejam solicitadas e transportadas para os locais de atendimento ao público.

Execução: relativo à manutenção dos níveis ideais de estoque, envolvendo a coordenação entre os times das lojas e os responsáveis pelo supply chain do fornecedor.

Gerenciamento de estoques: gestão dos estoques focada no suporte às quantidades demandadas pelos usuários e/ou clientes.

Reabastecimento: índice que mede os níveis de produtos no ponto de venda e dispara novos pedidos para o centro de distribuição, sempre que seja necessário repor.

Um dos resultados mais importantes deste indicador de planejamento de demanda é a taxa de retorno (TR). Seu cálculo funciona multiplicando o total de produtos devolvidos pela quantidade de vendas e dividindo tudo por 100. Naturalmente, o objetivo é zerar a TR.

#03 Cobertura de estoque

A cobertura de estoque é a métrica que indica o intervalo de tempo, normalmente expresso em dias, durante o qual a sua empresa pode satisfazer demanda dos clientes com os inventários existentes em estoque. 

Aqui, o cálculo é simples: divide-se a quantidade total de itens armazenados pela média de vendas de um período em particular. Se o estoque não for capaz de abastecer as lojas, é quando acontece a ruptura, já citada mais acima, quando falamos da OSA.

#04 Acuracidade

A fórmula comumente empregada para calcular a acuracidade é a seguinte: digamos que a demanda efetiva por um produto é de 100 unidades, e a demanda prevista é de 90. Neste caso em particular a acuracidade será de 90%.

Na sequência, você vai conhecer como uma solução em tecnologia pode ser alimentada com esses e outros indicadores para gerar melhores planejamentos de demanda.

Business Intelligence (BI) com foco em demanda

Quem trabalha com inteligência, trabalha menos, e entrega melhores resultados. 

Por exemplo, se a sua organização ainda usa planilhas carregadas manualmente na hora de pensar o planejamento de demanda, fica sujeita a problemas como:

  • erros humanos;
  • incontáveis horas de carga manual;
  • da dependência de quem já esteja familiarizado com a planilha;
  • restrições de volumes de dados;
  • amostragem reduzida de dados;
  • incapacidade de prever padrões complexos.

Além disso, cada organização é um mundo à parte e precisa contar com soluções que permitam a customização de gráficos. Afinal de contas, para gerar valor, é importante trabalhar da forma como você mais precisa. 

Acompanhar as variações do mercado também é algo fundamental. 

Sobre isso, uma solução que acompanhe mudanças no câmbio, na taxa de juros, nos índices de desemprego, entre outras condicionantes que afetam o poder de compra dos clientes e as variações de demanda é imprescindível para a entrega de previsões mais assertivas. 

Com uma ferramenta de business intelligence com foco em demanda, você também vai aproveitar todo o poder dos melhores algoritmos de IA que combinam previsão de demanda e Machine Learning para obter resultados claramente superiores aos que podem ser obtidos com planilhas de Excel. 

Solução para o planejamento de demanda

Chegando a este ponto do artigo, é hora de indicar uma ferramenta capaz de lidar com todos os KPIs que citamos anteriormente e muitos outros, tudo para automatizar e entregar o melhor caminho para que o seu planejamento de demanda seja o mais assertivo possível. 

Com o Calix, lidar com dados vai ficar mais simples e você vai deixar de depender de outros recursos internos para gerar seu padrão. Mais uma vez, para reforçar: abandone as planilhas e aposte em soluções inteligentes. 

E quando o mercado mudar, do nada, como costuma fazer, e for necessário realizar novas tomadas de decisão para mudar planos de SKU, o Calix também é seu maior aliado. 

Há muitas outras funções no Calix que vão, literalmente, revolucionar a forma como você lida com o seu planejamento de demanda. Quer saber mais e ter um demonstrativo de nossa acurácia? Solicite uma conversa com um de nossos especialistas!

O lançamento de novos produtos inovadores é um fator crítico na hora de manter a competitividade para alcançar a acurácia e precisão. Contudo, essa tarefa desafiadora exige uma abordagem estratégica, na qual o papel do planejamento de demanda se destaca de maneira fundamental.

Descubra qual o papel do Planejamento de Demanda no lançamento de novos produtos e quais são as estratégias que podem garantir uma maior acurácia nas previsões da sua indústria. Saiba mais neste artigo.

A previsão de demanda é um desafio constante para as indústrias, pois a precisão das estimativas tem um impacto direto nas vendas, na gestão de estoque e nas estratégias de produção. 

Neste cenário, as abordagens tradicionais, como a análise naive e a média móvel, muitas vezes não são suficientes para atingir resultados precisos e robustos. 

O controle dos processos industriais é uma das peças-chave no sucesso de qualquer organização. Isso porque é a partir deles que se pode otimizar a produção, melhorando a eficiência e a eficácia. E, a partir dessa melhoria, aumentar…