Qual o nível de maturidade em indústria inteligente da sua empresa?

Indústria 4.0

Quando o assunto é inovação, o conceito de indústria inteligente já é amplamente aceito como um dos mais importantes para o setor produtivo, nacional e internacional. Contudo, há um grande número de empresas que ainda não estão preparadas para sua jornada rumo à Indústria 4.0.

Segundo o Índice Global de Inovação (IGI), divulgado pela Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI), o Brasil ocupa atualmente a 57ª posição no ranking composto por 132 economias. E apesar de ter avançado cinco posições em relação ao ano anterior, o dado reflete seu atraso frente ao mercado global.

Mesmo quando analisado do ponto de vista das economias latino-americanas, o Brasil fica em 4º lugar, logo atrás de Chile, México e Costa Rica.

Entre os principais motivos apresentados por especialistas está a escassez de mão de obra qualificada, um problema crônico no âmbito nacional. Além disso, nos anos recentes, o investimento em infraestrutura tem ficado aquém do necessário, contribuindo com a obsolescência do parque industrial e afetando a competitividade.

A consequência foi uma sequência de quedas da participação da indústria brasileira na produção mundial. De acordo com dados do Portal da Indústria, em 2020, o Brasil caiu para a 14ª posição do ranking global, ultrapassado por Taiwan e Rússia.

Gráfico

Isso é resultado de uma série de fatores, como a política econômica nacional, mudanças na taxa de câmbio e variações do cenário macroeconômico. No entanto, enquanto os países da Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) investem, em média, 2% do PIB em inovação, o investimento brasileiro fica abaixo do esperado, em torno de 1,2%.

Diante desse cenário, investir em soluções que otimizem processos é imperativo para o crescimento e aumento da competitividade da indústria nacional. Afinal, a inovação é um vetor do desenvolvimento.

Porém, antes de realizar quaisquer investimentos, sejam eles em capacitação de pessoas ou inserção de novas tecnologias, é preciso avaliar o nível de maturidade da sua empresa em indústria inteligente.

Por que avaliar?

Líderes de indústrias em todos os setores precisam mapear e identificar, corretamente, processos e tecnologias já implantadas à sua cadeia produtiva, validando se estes estão alinhados aos seus objetivos e metas de inovação.

Uma avaliação do nível de maturidade, feita corretamente, ajudará os gestores a melhor estabelecerem os próximos passos entre os níveis inicial, intermediário e avançado do seu processo de amadurecimento e evolução, reconhecendo oportunidades e possíveis riscos.

É importante lembrar que toda inovação envolve tecnologias, pessoas e processos, além do próprio negócio – seu posicionamento e competitividade no mercado. Assim, a transformação digital envolve não apenas uma mudança operacional, mas também o desenvolvimento de uma cultura organizacional ágil e integrada.

Os 3 níveis de maturidade

O primeiro passo rumo à indústria inteligente é desenvolver um roadmap de inovação. Ele precisa ser desenhado de maneira individual, respeitando características e objetivos de cada indústria. Assim, é preciso entender as diferenças entre os três níveis de maturidade, identificar corretamente o estágio em que a empresa se encontra para, então, planejar a jornada.

Os 3 níveis de maturidade

Nível Inicial – Indústria automatizada

Grande parte das indústrias brasileiras estão no nível de maturidade inicial. São empresas que usam tecnologias da informação (TI) para a realização de tarefas repetitivas. Embora esse estágio representa ganhos na otimização do processo, os sistemas não operam de forma integrada e digitalizada.

Dessa forma, mesmo com a coleta de dados, não há meios eficientes para analisar as informações, o que diminui a eficiência e prejudica o processo de tomada de decisão.

Nível Intermediário – Indústria digitalizada

Neste nível de maturidade, as indústrias já estão familiarizadas com componentes conectados. Com isso, há um certo grau de interoperabilidade entre os principais processos e a possibilidade de análise de dados em tempo real para otimizar a produção.

Essa etapa é essencial na jornada da indústria inteligente, já que a integração entre a coleta de dados e o chão de fábrica pode aumentar significativamente a eficiência da planta.

No entanto, a digitalização envolve não apenas o uso de tecnologia, mas também uma mudança da cultura corporativa. Isso porque ela exige respostas rápidas, colaboradores mais participativos e uma comunicação horizontalizada, o que garante mais agilidade na hora de implementar mudanças em todo o processo.

Nível Avançado – Indústria inteligente

Por último, o nível de maturidade avançado é marcado por uma cultura de inovação. Com o uso de tecnologias digitais totalmente integradas e conectadas (IoT, computação em nuvem e big data), os gestores têm uma visão holística da indústria.

Somado à utilização de inteligência artificial e machine learning, a indústria inteligente contribui para a análise de dados e a tomada de decisões que levam a resultados mais eficientes. Segundo dados da McKinsey, o uso dessas tecnologias pode aumentar a produtividade da indústria em até 40%.

Além disso, muitas mudanças podem ser implementadas de forma automatizada, sem intervenção humana.

A importância de contar com especialistas

A pandemia evidenciou a importância de investir em tecnologia para criar empresas mais resilientes e adaptáveis à volatilidade do mercado global. Embora tenha impulsionado a transformação digital em diferentes setores da indústria, muitas empresas ainda não sabem como evoluir na jornada 4.0.

Uma pesquisa realizada pela McKinsey demonstrou que, embora tenham sucesso na operacionalização de pequenos nichos inteligentes dentro da indústria, apenas 26% das empresas conseguem replicar o modelo e escalonar ganhos em toda a planta.

Por isso, recorrer a um parceiro experiente pode ser a chave para evitar o desperdício de tempo e de recursos. Com 15 anos de experiência no desenvolvimento de soluções inovadoras, a i.Systems está reinventando a indústria.

Para entender melhor o seu nível de maturidade no assunto, acesse!